Como Parar de Pensar Demais?

Você se encontra preso em um ciclo vicioso de pensamento compulsivo? Descubra o que Sadhguru tem a dizer sobre estar preso na mente e como uma pessoa consegue sair dela e se tornar mais consciente.
overthinking
 

Sadhguru: No momento em que você se identifica com algo diferente do que você realmente é, a atividade da mente começa. Você não consegue pará-la. Você já tentou? Você se distrai e simplesmente a vida passa. Não se distraia. Apenas sente-se por 24 horas e tente com muito esforço parar a mente. Você verá aonde isso levará você. Em três dias você enlouquecerá. Isso é como comer comida estragada e depois ficar com gases. Não vai ajudar se você tentar prendê-los. Você deve simplesmente parar de comer comida estragada.

Você tem identificações erradas e assim que essas identificações erradas acontecem, a atividade da mente prossegue sem parar. Você não consegue pará-la, não importa o que você faça. É só que se isso estiver dentro de um certo limite, você acha que é normal. Isso não é normal. Você se encontra em níveis de loucura socialmente aceitáveis. Todos são da mesma maneira, então você acha que está ok. Mas você não conhece a alegria de simplesmente se sentar aqui sem um único pensamento na sua mente. Se eu me recolher por 45 dias, nesses 45 dias eu não terei um único pensamento. Eu não leio nada e nem mesmo olho pela janela. Eu simplesmente me sento sem um único pensamento.

Suponha que você começou a olhar um glorioso nascer do sol, os seus pensamentos desapareceram por algum tempo, porque algo bem maior estava acontecendo. Ou você se envolveu com algo que considerava importante, naquele momento, o pensamento desapareceu por algum tempo. Aqueles foram os momentos mais belos da sua vida.

A fonte de vida que está funcionando dentro de você é um fenômeno muito maior do que o processo de pensamento.

Se você entra em contato com algo maior, as coisas menores evaporam naturalmente. A fonte de vida que está funcionando dentro de você é um fenômeno muito maior do que o processo de pensamento. Porque você nunca entrou em contato com ela, o pensamento se tornou tão importante. Ou, em outras palavras, se seu pensamento é muito importante, significa que em alguma parte da sua percepção distorcida, a criação do criador não é importante. A sua própria criação se tornou muito importante. Você não presta atenção ao criador dentro de você, nem à criação dele, mas você está ocupado com sua própria criação. Não é este o pior sacrilégio para com o criador? Nem mesmo por um momento a sua atenção foi direcionada para a fonte de vida dentro de você. Se você conhecer a bem-aventurança de apenas ser capaz de simplesmente se sentar aqui, sem pensar ou fazer nada, apenas estar vivo, então a vida seria muito diferente.

Entrar em Contato com a Fonte de Criação

Quando se trata do mundo exterior, seres humanos diferentes são capacitados de maneiras diferentes. Mas quando se trata de interioridade, todos nós somos igualmente capazes. Isso ainda não aconteceu porque você nunca prestou atenção, não porque é difícil, inacessível ou você não é qualificado. Todo ser humano é igualmente qualificado para a natureza interior. Para os trabalhos externos, quer você queira construir um edifício, cozinhar uma refeição ou fazer qualquer outra coisa, cada um de nós é diferentemente capaz. Porém, quando se trata de realidades interiores, todos nós somos igualmente capazes. Isso aconteceu com um, mas não aconteceu com o outro, simplesmente porque o outro não prestou atenção, é só isso.

O que existe dentro de você ninguém pode negar, exceto você mesmo.

As pessoas chegaram à conclusão de que o processo espiritual é muito difícil, porque elas continuam fazendo as coisas erradas. Com o mundo exterior, você percebeu que, a não ser que você faça a coisa certa, não vai funcionar. O mesmo é válido para o interior. Em um certo dia, um turista veio até um vilarejo próximo e perguntou: "Qual é a distância até o Isha Yoga Center?".

O menino da aldeia local disse: "40.227 quilômetros".

Ele disse: "O quê? Tão longe?".

O menino disse: "Sim, pelo caminho que você está indo. Se você se virar, serão apenas 6,4 quilômetros".

Você está olhando em uma direção e está tentando ser espiritual — esse será um longo caminho. Você terá que atravessar o universo e voltar. Se você simplesmente se vira, estará bem aqui, porque o que você está procurando está dentro e não fora de você. O que existe dentro de você ninguém pode negar, exceto você mesmo. Pode alguém negar a você a entrada em sua própria interioridade? Se não está acontecendo, você precisa entender que você não criou a vontade necessária. Não há nenhuma outra razão. 

Você está Mentalmente Fora de Si?

Agora mesmo, não tente reprimir o pensamento. O maior erro foi que as pessoas lhe disseram: "Controle a sua mente". Assim que você tenta controlar a sua mente, você está acabado! Digamos que, agora mesmo, você esteja praticando shambhavi mahamudra. Se você fizer esse processo, ele criará uma certa distância entre você e o corpo e entre você e a mente. Você faz shambhavi e simplesmente se senta — o seu corpo está aqui, a sua mente está lá fora e o que você vê como "eu mesmo" está em outro lugar. Assim que essa distinção ocorrer, já não existirá mais conflito com a mente.

Se alguém lhe disser "você está mentalmente fora de si", não se sinta ofendido. Esse é o melhor elogio que eles podem fazer a você.

Uma vez que você está mentalmente fora de si, não há mais problema. Se alguém lhe disser "você está mentalmente fora de si", não se sinta ofendido. Esse é o melhor elogio que eles podem fazer a você. Eles estão lhe dizendo: "Você é um buddha". Buddha significa estar mentalmente fora de si. As pessoas acham que estar mentalmente fora de si é loucura. Isso não é loucura. A loucura sempre é da mente. Se você estiver mentalmente fora de si, você estará 100% são. Esse é o fim da loucura. Agora você vê a vida simplesmente como ela é.

Uma vez que você vê a vida como ela é e não da maneira como a sua mente está refletindo, você verá que tudo é realmente muito pequeno. O que a sua mente pode fazer, o que o mundo pode fazer, é tão insignificante, que você pode simplesmente brincar com eles da forma que desejar. Se você não quiser, você pode simplesmente se afastar. Ambos são conscientes. Não existe mais compulsão em você. No momento em que você começa a testemunhar a própria fonte de criação, toda a compulsão que existe em você vai desaparecer, agora é tudo por escolha e a vida se torna linda.

A vida se torna linda, não por causa do que está acontecendo, mas porque você está escolhendo fazer assim. Nada é belo ou feio. Se você decidir fazer isso e se envolver, tudo é belo. Se isso é imposto a você ou é compulsivo, então tudo é terrível. O mesmo serve para a atividade mental. Se fosse consciente, você poderia ter brincado com a mente, que é um instrumento magnífico, mas, porque é compulsivo, isso se tornou estressante.