O que Significa a Espiritualidade – Avançando em direção à Liberdade Suprema

O cineasta vencedor do Oscar, Shekhar Kapur, pergunta a Sadhguru o que realmente é a liberdade. Sadhguru explica que a espiritualidade significa essencialmente avançar para a liberdade suprema e quebrar tudo o que nos limita.
What Spirituality Means – Moving Towards Ultimate Freedom
 

O cineasta vencedor do Oscar, Shekhar Kapur, pergunta a Sadhguru o que realmente é a liberdade. Sadhguru explica que a espiritualidade significa essencialmente avançar para a liberdade suprema e quebrar tudo o que nos limita.

Shekar Kapur: Sadhguru, você disse muitas vezes que o objetivo mais alto é a liberdade. Liberdade de quê?

Sadhguru: Geralmente, antes de 1947 na Índia, se você dissesse “liberdade”, as pessoas só pensavam: “Se os britânicos forem embora, seremos livres”. Essa era a ideia de liberdade naquele momento. Os ingleses foram embora. Agora somos livres? Na verdade não. Politicamente livres – sim. Mas de nenhuma outra maneira somos realmente livres. Então, a liberdade pode significar coisas diferentes para pessoas diferentes, dependendo do contexto de sua vida individual em um determinado momento.

Mas deixando de lado os aspectos políticos, econômicos e outros aspectos da liberdade, você vê que, essencialmente, como ser humano, como uma parte da existência, estamos vivendo dentro de certas limitações? Que você é uma entidade limitada? Você também vê que há algo que anseia constantemente dentro de você para ser um pouco mais do que você é?

Shekar Kapur: Sim.

Sadhguru: Há algo dentro de você que não suporta limites. Ou, em outras palavras, há algo dentro de você que quer se tornar ilimitado. O que pode ser ilimitado? Uma forma física pode ser pequena ou grande, mas nunca sem limites. Há algo dentro de você que anseia tocar uma dimensão que está além do físico.

Há algo dentro de você que anseia por ser espiritual. “Espiritual” não significa olhar para cima ou para baixo, nem orar ou ir ao templo. “Espiritual” essencialmente significa que você está em uma experiência que está além das limitações do físico. Isso significa que você está em um espaço sem limites. Esse anseio está sempre presente em todo ser humano. Ou você está se aproximando em parcelas, ou você está conscientemente avançando em direção ao Supremo.

Shekar Kapur: Então, por que, na minha opinião, o Supremo é tão indistinto? Por que não consigo imaginá-lo? No momento em que você fala sobre algo mensurável, posso imaginar. Mas como eu aspiro por algo que não consigo imaginar?

Sadhguru: É por isso que você nunca deve aspirar por algo que você é incapaz de imaginar, que você não conhece. Se você quer se libertar, nunca deveria pensar em liberdade. Apenas olhe para as cordas que o prendem.

Se você cortar essas cordas que o prendem, existe alguma sensação de liberdade. Então você percebe, há outro conjunto de cordas que o prendem. Se você cortar isso, há liberdade. Mas então você percebe que há outro conjunto. Não importa quantos conjuntos de cordas te prendam, deve haver um ponto em que se você cortar o suficiente delas, nada mais te amarra, certo? O número pode ser grande, mas ainda assim não pode ser infinito.

Só a liberdade pode ser infinita. A escravidão não pode ser ilimitada. Só a liberdade pode ser ilimitada. Isto não é apenas semântica e ideias. Em termos de experiência de vida, não perca tempo falando ou pensando em liberdade ou no Supremo. O corpo é uma limitação, a mente é uma limitação, as emoções são limitações – mas também são possibilidades. Veja o que amarra você agora e veja como transcender isso. Isso é crescimento.

Mystic’s Musingsde Sadhguru, oferece mais sobre espiritualidade através do olho místico. Sadhguru nos mantém à beira da lógica e nos cativa com suas respostas às questões relativas à vida, morte, renascimento, sofrimento, karma e jornada do Eu.

Nota do editor: Este artigo é baseado em um trecho da edição de Dezembro de 2014 da Forest Flower. Pague o que quiser e faça o download. (defina “0” de graça). Assinatura para versão impressa também estão disponíveis.

 
 
 
 
  0 Comments
 
 
Login / to join the conversation1