Yoga clássico: uma introdução à origem do yoga

Através de histórias vívidas narradas por Sadhguru, vamos dar uma olhada no ser que introduziu o yoga para a humanidade, Adiyogi, o primeiro yogi.
AYA_Shiva
 

Através de histórias vívidas narradas por Sadhguru, nós vamos dar uma olhada no ser que introduziu o yoga para a humanidade, Adiyogi, o primeiro yogi.

Sadhguru: Há mais de 15.000 anos, nos altos dos Himalaias, apareceu um yogi. Ninguém sabia de onde ele vinha ou quais eram suas origens. Ele simplesmente apareceu e se sentou em silêncio — absolutamente imóvel. As pessoas se reuniram em grande número porque sua presença era bem extraordinária. Elas esperaram, na esperança de um milagre, mas ele estava completamente alheio a elas. Durante meses a fio, não havia sinal de vida, elas nem conseguiam ver se ele estava respirando ou não. Os únicos sinais de vida eram lágrimas de êxtase que fluíam de seus olhos de vez em quando.

Lentamente, as pessoas começaram a se afastar. O milagre que elas estavam esperando não aconteceu; elas não conseguiam perceber que uma pessoa sentada imóvel já era um grande milagre por si só. Ele estava, obviamente, além da dimensão física, mas as pessoas não notaram. Todos partiram, exceto por sete seres resistentes que ficaram por lá. Esses sete indivíduos seguiram o yogi por onde quer que ele fosse. Quando sua atenção recaiu sobre eles, eles imploraram, eles queriam experienciar o que estava acontecendo com ele. Ele os dispensou. “Isso não é para pessoas que estão procurando entretenimento. Isso requer algo mais. Vão embora”. Mas eles continuaram. Vendo a perseverança deles, ele disse: "Está bem, eu vou lhes dar um passo preparatório. Façam isso por algum tempo. Depois disso, nós vamos ver”. Os sete homens começaram a se preparar. Os dias se transformaram em semanas, semanas em meses, meses em anos, mas a atenção do yogi não voltou a recair sobre eles.

84 anos de intenso sadhana se passaram e, um dia, o yogi mais uma vez notou os sete homens. Ele viu que por 84 anos essas pessoas estavam se preparando. Elas se tornaram receptáculos brilhantes, ele não podia mais ignorá-las. Ele as observou atentamente, admirado com o fato dessas pessoas terem se tornado maravilhosamente receptivas. No próximo dia de lua cheia, o yogi se direcionou para o sul e se sentou como um guru para esses sete homens. Como nós nunca soubemos o nome dele, nunca soubemos quem ele era, nós o chamamos de Adiyogi — o primeiro yogi. Aquele dia de lua cheia ainda é observado hoje como Guru Purnima.

Transmissão das ciências do yoga aos sete rishis

Guru Purnima é um dia significativo na tradição yóguica, porque esta foi a primeira vez que Adiyogi abriu a possibilidade de um ser humano evoluir conscientemente. Pela primeira vez, toda a ciência de como um ser humano pode evoluir para sua possibilidade suprema foi ensinada a esses sete homens, os célebres Saptarishis ou Sete Sábios. Adiyogi colocou sete aspectos diferentes do yoga nessas sete pessoas. Isso se tornou o alicerce para as sete formas básicas de yoga. Ainda hoje, o yoga mantém essas sete formas distintas.

Adiyogi expôs estes mecanismos de vida aos saptarishis durante muitos anos. Quando todos os sete discípulos se realizaram plenamente, ele lhes disse: "Vão para o mundo e espalhem isso". Diz a lenda que ele enviou um para a Ásia Central, um para a América do Sul, outro para o Norte da África e Oriente Médio, outro para o Sudeste Asiático, outro desceu para as partes inferiores do Himalaia, onde agora é considerado como o Himalaia indiano, um ficou com ele, e o último veio para a parte sul da Índia. Este foi Agastya Muni, e ele assegurou que todas as habitações humanas ao sul do Decão tivessem um processo espiritual — não como um ensinamento, uma filosofia ou uma religião — mas como um modo de viver. Ainda hoje, seu trabalho ainda é visível na cultura por aqui. Nesta parte do mundo, o único objetivo sempre foi a libertação.

Nota do editor: Os programas do Isha Hatha Yoga são uma extensa exploração do hatha yoga clássico, que revive várias dimensões desta antiga ciência que estão em grande parte ausentes no mundo de hoje. Estes programas oferecem uma oportunidade inigualável de explorar Upa-yoga, Angamardana, Surya Kriya, Surya Shakti, Yogasanas e Bhuta Shuddhi, entre outras potentes práticas yóguicas.