Amizade - uma sobreposição de vidas

Depois de certa idade, os amigos tendem a ficar em segundo plano, enquanto outros relacionamentos se tornam importantes em nossa vida. Sadhguru nos diz que a amizade é um elo que vai além de meramente dar e receber, é na verdade uma sobreposição de vidas.
Friendship - An Overlapping of Life
 

Nesta era das mídias sociais, as possibilidades de alcançar e se conectar com pessoas em todo o mundo se multiplicaram de uma maneira sem precedentes. Adicione amigos com o clique de um botão, mantenha-os atualizados com seus últimos tweets ou conquiste rapidamente seguidores em seu blog - as opções de rede são quase ilimitadas. À medida que o número de nossos amigos virtuais e seguidores se multiplicam, você já se perguntou, quanto disso é realmente “real”? O que a amizade realmente significa para você?

Hoje, Sadhguru nos diz o que a amizade significa para ele.

Sadhguru: Fiz meu primeiro amigo com três ou quatro anos de idade, depois que me mandaram para a escola. Eu construí tal ligação com ele, ele era mais do que qualquer outra coisa para mim. Ainda me lembro do nome dele. Tenho certeza de que ele não sabe.

Eu tive uma grande variedade de amigos, centenas de amigos em todo o lugar, mas isso é diferente. Eu estou falando sobre o vínculo que eu construí com amigos reais - eu sempre achei que era absoluto. Mas ao longo de um período de tempo, com a experiência da vida, percebi que há muito poucas pessoas que vêem amizade assim. A maioria das pessoas vê a amizade como orientada pelo contexto. Quando você está na escola, você tem um tipo de amigo. Quando a escola acaba, você simplesmente os deixa e escolhe os amigos da faculdade. Quando a faculdade acaba, amigos profissionais e seja lá o que for. É assim que as pessoas olham para amizade. Eu não consigo olhar assim. Eu não estou descontente, mas tem sido uma experiência de aprendizado sobre a natureza humana.

Minha necessidade de amizade nunca foi demais, mas no momento em que formei uma amizade, sempre achei que era para sempre e absoluto. Eu encontrei bons amigos aqui e ali, mas até para eles, à medida que as situações da vida mudam, suas necessidades e foco na amizade mudam. Para mim isso nunca muda.

Eu não diria que é de cortar o coração, mas definitivamente é decepcionante que a maioria das pessoas não possa formar relacionamentos profundos em suas vidas. Eles podem formar relacionamentos apenas de acordo com suas necessidades; eles não podem formar relacionamentos além de suas necessidades. Um relacionamento apenas por causa do relacionamento, isso não existe para a maioria das pessoas. Eles formam um relacionamento quando precisam; quando eles não precisam, eles quebram.

Para mim, a amizade não é uma transação vantajosa ou uma troca, para mim a amizade é uma certa sobreposição de vida.

Eu sou um pouco tolo nesses assuntos. Mesmo agora, se eu encontrar um velho amigo de escola, ainda me aproximo dele como eu o conhecia naquela época. Mas ele está em outro lugar, não mais do jeito que ele era. Provavelmente eles seguem em frente com a vida e eu não. Eu sempre fiquei um pouco fora disso. Eu valorizava a vida desse jeito, então eu sempre mantive assim. Eu acho que continua assim até hoje.

Eu acho que a vida tem sido fenomenalmente generosa comigo. Quando digo generosa, não estou falando de coisas materiais, mas da maneira como a vida me trata, onde quer que eu vá, a maneira como se abre para mim sem nenhum esforço. O processo da vida está disposto a abrir todos os seus segredos para mim, provavelmente, por causa do vínculo que eu forme com o que quer que eu sinta. Mesmo que eu esteja em contato com uma coisa inanimada e simples, eu estabeleço um certo relacionamento com ela. Por exemplo, se eu olhar para o que Mysore significa para mim, eu tenho uma ligação muito profunda com esse lugar, simplesmente porque passei uma grande parte do meu período de crescimento lá. Eu não estou olhando emocional ou sentimentalmente como as pessoas normalmente fariam. É apenas o nível de envolvimento que tive com a terra, as árvores, as colinas, com tudo ao redor. Muita coisa mudou nos últimos 30 anos, mas ainda consigo ver tantos lugares sobre os quais eu pisei, quão profundamente olhei para as coisas, e as bilhões de perguntas que fiz em um bilhão de lugares diferentes em Mysore. Forma um tipo muito diferente de ligação que me levou a um certo nível de busca dentro de mim.

Para mim, Mysore significa um bilhão de perguntas e, ao mesmo tempo, uma resposta incrível também. Amizade também significava a mesma coisa para mim. Aqueles poucos momentos que eu compartilhei com alguém, não necessariamente apenas em termos de emoção - eu não estava realmente emocionado com alguém nesse sentido - mas de alguma maneira consciente ou inconscientemente, momentos de compartilhamento eram momentos de união e de se tornar um de alguma forma. Eu nunca vi o compartilhar como dar e receber. Eu sempre via o compartilhamento como duas vidas se sobrepondo. Eu não via a amizade como algo vantajoso ou útil, algo que o ajudaria a viver melhor ou qualquer outra coisa.

Mesmo agora, quando viajo pelo mundo e conheço todos os tipos de pessoas, não interajo com elas, não mantenho números de telefone, não tento contactá-los, mas compartilho algo muito profundo com elas. Esses poucos momentos de estar juntos e muitos delas compartilham isso comigo também. Mas meu senso desse compartilhamento é um processo permanente, enquanto vejo que para a maioria das pessoas é um processo passageiro.

Provavelmente minha ideia de amizade é muito antiquada, ou não sei se alguma vez esteve na moda. Talvez seja um pouco bobo, talvez não seja socialmente inteligente, mas em termos de vida, eu acho que minha capacidade de se relacionar com qualquer coisa ou com alguém profundamente - seja uma árvore, um lugar em que eu me sento, um pedaço de terra, uma rocha ou com pessoas - em muitas maneiras, tem sido a chave que abriu as dimensões da vida e da natureza para mim.

Então, para mim, a amizade não é uma transação vantajosa ou uma troca, para mim a amizade é uma certa sobreposição de vida.

Nota do editor: obtenha as atualizações mais recentes a partir do Isha Blog. Twitter, facebook, rss ou extenções do navegador, faça a sua escolha.

 
 
 
 
  0 Comments
 
 
Login / to join the conversation1