Removendo as Mentiras

Neste Spot, Sadhguru aborda a questão da sinceridade, confiança e responsabilidade pelas próprias ações, não do ponto de vista moralista, mas em termos do que, no fim das contas, funciona melhor. Ele diz, "Ser sincero e construir confiança não é uma questão de moralidade. É a maneira mais sensata e eficaz de viver."
 
Weeding out the Lies
 
 
 

Ao longo dos anos, tenho observado que em seu entusiasmo para vir ao Isha Yoga Center, infelizmente, algumas pessoas mentem sobre aonde estão indo. Este é apenas um dos muitos exemplos de pessoas mentindo para sua família, cônjuge, chefe e quem quer que esteja ao seu redor, diariamente. Quando você faz da mentira uma parte da sua vida, ter relacionamentos harmoniosos é difícil. Em qualquer relação, é absolutamente importante remover as mentiras. Só então você pode ter um belo relacionamento. Se você mentir mesmo uma vez, começarão a duvidar de qualquer coisa que você diga. As pessoas mentem porque elas não têm a coragem de encarar o pequeno desprazer que pode surgir ao se dizer a verdade. Por favor, encare esse desprazer.

Quando você faz da mentira uma parte da sua vida, ter relacionamentos harmoniosos é difícil.

Se, após alguma consideração, você decidir que quer fazer algo e alguém à  sua volta é contra, afirme que você fará isso. Se você diz a verdade, talvez haja algum atrito, mas haverá um relacionamento, respeito e consideração. Quando você mente porque quer evitar reações desagradáveis, isso irá arruinar o relacionamento. As pessoas não saberão mais se o que você está dizendo é verdade ou mentira. Isso se tornará uma luta sem fim dentro da outra pessoa e, por sua vez, no relacionamento. Portanto, diga a verdade. É importante defender o que é importante para você. Especialmente quando se trata de yoga, você está fazendo algo para o seu bem-estar. Dar suporte a si próprio é bom para você, para seus relacionamentos, e também para o yoga. Inicialmente, as pessoas à sua volta podem ficar chateadas, mas depois de algum tempo, tudo se estabilizará. Pelo menos elas saberão que podem confiar em você.

As pessoas mentem porque elas não têm a coragem de encarar o pequeno desprazer que pode surgir ao se dizer a verdade.

Confiança é uma coisa frágil. Se alguém confia em você cem por cento, de certa forma, eles estão se fazendo vulneráveis a você. Eles permitem que você se aproxime deles. É por isso que se você quebrar a confiança de alguma forma, isso vai machucá-los. Outro aspecto é - o quão eficaz você é no mundo depende da quantidade de confiança que você ganhou. Mesmo com incrível inteligência, capacidade e conhecimento, se você não ganhar a confiança das pessoas à sua volta, elas não deixarão você criar nada no mundo. Uma das formas mais simples de ganhar confiança é ser correto. Quer o que você tenha feito seja inteligente ou estúpido - seja correto. Inicialmente, isso pode ser desconfortável. Mas depois de algum tempo, quando as pessoas vêem que, o que quer que você faça, você está disposto a assumir, a confiança se desenvolve.

Se você ganha a confiança de dez pessoas, de um certo modo, você tem a força de dez pessoas. Se você ganha a confiança de um milhão de pessoas, de um certo modo, você tem a força de um milhão de pessoas. Todos nós devemos tomar todo o cuidado possível para construir e preservar a confiança. Quebrar a confiança é fácil - fixá-la, não tanto. Quando a confiança é prejudicada, a primeira coisa é assumir o que você fez, ao invés de procurar caminhos  tortuosos para esconder o que fez. Se você assume a responsabilidade por suas ações e estabelece para si mesmo e para as pessoas à sua volta como você será no futuro, há uma chance de você restabelecer a confiança. Mas se você repetidamente quebra a confiança das pessoas, ninguém ficará com você. Não se trata apenas de manter bons relacionamentos com os outros. Somente se as pessoas confiam em você, você pode criar algo no mundo. Ser sincero e construir confiança não é uma questão de moralidade. É o meio mais sensível e eficaz de se viver.

Love & Grace

 
 
  0 Comments
 
 
Login / to join the conversation1